segunda-feira, 15 de julho de 2013

Internado desde dezembro em SP, Dominguinhos deixa UTI



Quadro do sanfoneiro é estável, de acordo com hospital, e sem previsão de alta



Instrumentista, cantor e compositor brasileiro José Domingos de Morais conhecido como Dominguinhos (Mônica Imbuzeiro/Agência O Globo)

Internado desde dezembro, e desde 1º de julho na Unidade de Terapia Intensiva do hospital Sírio-Libanês, para onde foi transferido devido a um quadro de arritmia cardíaca, oscilação de pressão arterial e infecção respiratória, o sanfoneiro Dominguinhos deixou a UTI neste sábado. A informação é de boletim médico divulgado na última noite pelo hospital.

"O senhor José Domingos de Moraes (Dominguinhos) deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Sírio-Libanês neste sábado, dia 13/07/13, após melhora da infecção respiratória e controle da arritmia cardíaca. O quadro do paciente está estável", diz o texto, que não cita nenhuma previsão de alta para o músico.

Em 17 de dezembro, Dominguinhos foi internado em estado grave na unidade coronariana do hospital Santa Joana, em Recife, de onde seria mais tarde transferido para São Paulo. Em março, o jornal Diário de Pernambuco noticiou que o sanfoneiro estaria em coma irreversível. Dias depois, o Sírio Libanês informou em boletim que Dominguinhos estava "mininamente consciente". Por trás da guerra de versões, há uma briga judicial entre os herdeiros, os filhos Mauro e Liv Moraes, que disputam o controle dos bens do músico.

Discípulo de Luiz Gonzaga, José Domingos de Morais nasceu em 1941, na cidade de Garanhuns, agreste pernambucano. Seu primeiro disco, Fim de Festa, saiu em 1964. Em 2002, o músico levou um Grammy Latino com o CD Chegando de Mansinho. Ele sofre de câncer de pulmão há cerca de seis anos e é diabético.

Fonte: Veja

Nenhum comentário:

Postar um comentário